STJ julga nesta quarta-feira denúncia contra Wilson Lima por fraude na pandemia

Governador poderá ser afastado do cargo caso a denúncia feita pela Procuradoria Geral da República (PGR) seja aceita.

O Supremo Tribunal de Justiça(STJ) julga nesta quarta-feira(02) , denúncia contra o governador do Amazonas, por fraude na compra de respiradores em uma loja de vinhos durante a pandemia no Estado.

Conforme denúncia da Procuradoria Geral de Justiça (PGR) o governador do Amazonas Wilson Lima comandou uma organização criminosa responsável por desviar recursos da Saúde do Estado por meio de prática de peculato, dispensa indevida de licitação e fraude em licitação.

A denúncia foi apresentada, no dia 26 de abril, contra o governador e outras 17 pessoas, entre secretários e empresários, por irregularidades na compra de respiradores durante a pandemia do novo coronavírus.

De acordo com a investigação, a adega adquiriu os respiradores de uma organização social de saúde por R$ 2,4 milhões e revendeu os equipamentos ao Estado por R$ 2,9 milhões. Após receber os valores do governo do Amazonas, a importadora de vinhos repassou integralmente o lucro para a organização social de saúde.

A Sangria também apontou que servidores da Secretaria de Saúde direcionaram a licitação para a compra de respiradores, sob orientação da cúpula do governo estadual. Em um dos casos, um laudo da PF identificou sobrepreço de 133,67%.

Wilson Lima, poderá ser afastado do cargo pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), caso a denúncia feita pela Procuradoria Geral da República (PGR) seja aceita pela corte do supremo durante o julgamento desta quarta-feira(02).

FONTE: D24AM

Comentarios