TSE: cadastro biométrico se torna obrigatório em 52 municípios amazonenses; confira

Quem não fizer o procedimento terá o título de eleitor cancelado. © Divulgação

A lista com os novos municípios que passaram a ter o cadastramento biométrico obrigatório foi publicada na última segunda-feira (10) no portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Entre eles está uma capital, Fortaleza. O prazo para o eleitor comparecer ao cartório eleitoral, contudo, varia em cada localidade, e ele deve conferir as datas junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de seu Estado.

Nesta rodada, foram incluídos municípios de 17 Estados. São eles: Acre, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Rondônia.

Quem perder o prazo para o cadastramento obrigatório das impressões digitais e tiver o título cancelado ainda pode tentar regularizar sua situação até 6 de maio. Após essa data, quem não estiver em dia com o documento não poderá votar nas eleições municipais de outubro, quando serão eleitos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores nos 5.568 municípios do país.

Desde 2008, 117 milhões de pessoas fizeram o cadastramento biométrico na Justiça Eleitoral, num universo de 147 milhões de pessoas aptas a votar, segundo dados do TSE. Na eleição de 2018, os eleitores de 2.793 municípios já estavam obrigados a ter os dados atualizados. A Justiça Eleitoral quer concluir a coleta das impressões digitais de todos os eleitores até as eleições de 2022.

Confira abaixo a lista dos municípios amazonenses onde o cadastro biométrico tornou-se obrigatório:

1 – Alvarães; 2 – Amaturá; 3 – Anamã; 4 – Anori; 5 – Apuí; 6 – Atalaia do Norte; 7 – Barcelos; 8 – Barreirinha; 9- Benjamin Constant; 10 – Beruri; 11 – Boa Vista do Ramos; 12 – Boca do Acre; 13 – Borba; 14 – Caapiranga; 15 – Canutama; 16 – Carauari; 17 – Coari; 18 – Codajás; 19 – Eirunepé; 20 – Envira; 21 – Fonte Boa; 23 – Guajará; 24 – Humaitá; 25 – Ipixuna; 26 – Itamarati; 27 – Itapiranga; 28 – Japurá; 29 – Juruá; 30 – Jutaí; 31 – Lábrea; 31 – Manaquiri; 32 – Manicoré; 33 – Maraã; 34 – Maués; 36 – Nova Olinda do Norte; 37 – Novo Aripuanã; 38 – Parintins; 39 – Pauini; 40 – Santa Isabel do Rio Negro; 41 – Santo Antônio do Içá; 42 – São Gabriel da Cachoeira; 43 – São Paulo de Olivença; 44 – São Sebastião do Uatumã; 45 – Silves; 46 – Tabatinga; 47 – Tapauá; 48 – Tefé; 49 – Tonantins; 50 – Uarini; 51 – Urucará; 52 – Urucurituba.

Fonte: AGÊNCIA BRASIL

Comentarios