Número de pessoas endividadas cresceu 14,1% no mês de setembro em Manaus

A pesquisa aponta que mais de 490 mil pessoas possuem dívidas em aberto na capital amazonense | Foto: Reprodução/Fecomércio

O número de pessoas endividadas cresceu 14,1% no mês de setembro de 2019, em Manaus, quando comparado ao mesmo período do ano anterior, segundo dados da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), divulgada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Amazonas (Fecomércio-AM), divulgada na manhã desta sexta-feira (4). Já o número de pessoas com dívidas em atraso aumentou 6%, baseado no mesmo período.

A pesquisa aponta que 490.136 pessoas possuem dívidas em aberto, em setembro de 2019. No mesmo período do ano passado, o número era de 396.685 pessoas na mesma situação. Quanto ao número de pessoas com contas atrasadas, foram registradas 238.093, para o mesmo período, enquanto que, no mesmo período do anterior, eram apenas 197.855.

Destes números, 120.499 pessoas afirmaram que não terão condições de pagar suas dívidas, o que representa 19,4%. Comparado ao ano anterior, 101.919 pessoas estavam na mesma situação, um índice de 16,6%, de acordo com a PEIC.

Estudo avaliou ainda quantos terão condições de pagar o que devem (Tabela: Reprodução/Fecomércio)

Em relação ao tempo de atraso da dívida, a pesquisa afirma que 21,4 estão com dívidas em atraso de até 30 dias. 15,1% relataram estar com dívidas atrasadas entre 30 a 90 dias, enquanto 59,9% disseram que estão com mais de 90 dias de atraso.

Comprometimento da renda

Quanto à parcela de comprometimento da renda mensal com dívidas, 18,4% dos entrevistados disseram que 10% do salário é para pagamento de dívidas. 44,6% das pessoas que participaram da pesquisa relataram ter de 11% a 50% da renda comprometidas, enquanto 14,9% comprometem mais de 50% do salário. 22% disse não saber ou não soube responder, conforme os dados da PEIC.

Pesquisa aponta os principais ‘tipos de dívidas’ dos manauaras (Tabela: Reprodução/Fecomércio)

 

Comentarios