Número de mortos em Brumadinho chega a 34

Até o momento, 366 pessoas foram resgatadas, sendo 221 funcionários da Vale e 145 terceirizados. | Foto: Adriano Machado/Reuters

O Corpo de Bombeiros corrigiu a informação divulgada pelo governo de Minas Gerais, no início da noite de hoje (26), de que havia chegado a 40 o número de mortos após o rompimento de uma barragem da mineradora Vale, em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte, nesta sexta-feira (25).

Segundo a corporação, a quantidade de vítimas fatais segue em 34. Oito delas já foram identificadas, sendo a primeira a médica Marcelle Porto Cangussu, que trabalhava na Vale há 5 anos.

Até o momento, 366 pessoas foram resgatadas, sendo 221 funcionários da Vale e 145 terceirizados. Há 23 pessoas hospitalizadas. Já o número de desaparecidos ainda não foi atualizado e segue em 299 pessoas.

O presidente da Vale, Fabio Schvarstman, disse estar “consternado” com o rompimento da barragem da mineradora e afirmou que não conhece as causas da tragédia nem sua dimensão exata.

Um gabinete de crise da tragédia em Brumadinho está sendo estruturado na Faculdade Asa, que fica a pouco mais de seis quilômetros do local do acidente.

Em entrevista a uma rádio de Brumadinho, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o rompimento da barragem da cidade poderia ser evitado.

Por NOTÍCIAS AO MINUTO

Comentarios