Defensor público geral do Estado nomeia mais um aprovado em concurso

Defensor público geral, Rafael Barbosa, cumprimenta o novo servidor da DPE-AM. Foto: Divulgação

O defensor público geral do Amazonas, Rafael Barbosa, deu posse na sexta-feira, 18, a André Nonato Franco de Souza, 23, bacharel em Ciências Contábeis, como assistente técnico da Defensoria Pública do Estado (DPE-AM). André é 25° aprovado no primeiro concurso público da história da instituição, a tomar posse. O certame foi realizado em 2018, no qual André obteve a sétima colocação geral. Ele vai atuar na sede administrativa da DPE, localizada na rua Maceió, no bairro Nossa Senhora das Graças, Zona Centro-Sul.

Natural de Belém, no Pará, André sonhava com estabilidade financeira, um bom salário e a chance de trabalhar com o que ama, a exemplo de todo profissional que almeja o sucesso. Ainda durante o curso de Ciências Contábeis na Universidade Federal do Pará (UFPA), ele decidiu que se tornaria funcionário público e viu no concurso ofertado pela DPE a oportunidade de realizar seu desejo profissional.

“Vi a oportunidade de conquistar minha realização profissional no concurso da DPE e me dediquei muito a isso. Fiquei em sétimo lugar geral no concurso e estou muito feliz em ingressar na instituição que tem um papel muito importante na sociedade. Espero contribuir com esse trabalho”, disse.

No último dia 27 de dezembro, André deixou a família e tudo que construiu em Belém para começar uma nova vida, em Manaus. “Esse concurso mudou minha vida e tenho certeza que só tenho a crescer com a DPE. Deixei tudo o que tinha no Pará, mas estou feliz por estar aqui. Só tenho a comemorar. Estou pronto para dar minha contribuição e também aprender muito com os profissionais com os quais vou trabalhar”, complementou André que antes de ingressar na DPE foi estagiário no Ministério do Trabalho e Emprego do Pará e na UFPA.

Fortalecimento – O defensor público geral, Rafael Barbosa, ressaltou que a nomeação dos aprovados no concurso, além de fortalecer a instituição, melhora os serviços oferecidos à população. “Torcemos muito para que o André, a exemplo de todos que estão sendo nomeados, encontrem na Defensoria um bom lugar para trabalhar e, principalmente, fazer o bem e estender a mão aos nossos assistidos. Nossa missão é muito difícil porque atende pessoas que outras não escutam. Nossos assistidos enfrentam dificuldade em suas vidas e encontrar pessoas com a formação e nível técnico dos concursados que estão sendo integrados à DPE fortalece nosso trabalho e oatendimento a quem nos procura”, declarou.

O subdefensor público geral, Antonio Cavalcante, destacou que o trabalho da DPE é transformador e que os novos nomeados têm a missão de ajudar a impactar vidas. “Quando vemos jovens entrando na Defensoria nos enchemos de esperança e acreditamos que nosso trabalho está dando certo e que podemos continuar ajudando, e cada vez melhor, a quem realmente precisa da mão da nossa instituição. Lutamos por um concurso justo, límpido e rigoroso para que pudéssemos receber pessoas com altos ideais e qualidade técnica que possam espelhar nosso trabalho. A defensoria está crescendo e continuará transformando a vida dos nossos assistidos”, explicou.

Comentarios