Ceará tem menor taxa de contágio de coronavírus do Brasil e estabiliza curva

Estado atingiu, em maio, o número de reprodução do vírus "ideal", com queda da velocidade de disseminação, segundo estudo da PUC do Rio de Janeiro.

A curva de contágio do coronavírus no Ceará está estabilizada, segundo uma pesquisa do grupo Covid-19 Analytics, que reúne engenheiros, economistas e cientistas de dados, publicada na sexta-feira (29).

A análise aponta que o Ceará é o único estado com taxa de contágio abaixo de 1 (0,92). Isso significa que, em média, cada infectado no Ceará transmite o coronavírus para menos de uma pessoa. Se o cenário for mantido, deve frear o avanço da doença e diminuir o número de novos casos.

Até a última quinta (28), o Ceará tinha 37.821 casos confirmados e 2.733 mortes por coronavírus. Outras 24.979 pessoas estão recuperadas.

O cálculo para se obter o número efetivo de reprodução (R), o nome oficial da “taxa de contágio”, considera variáveis como o crescimento de casos confirmados dia a dia, o número de pacientes recuperados e o de casos ainda ativos.

Desse modo, outro fator que interfere nos resultados são os níveis de transparência na divulgação de dados por parte das secretarias de saúde estaduais, já que o Covid-19 Analytics utiliza fontes oficiais.

A taxa de contágio abaixo de um é a meta a ser alcançada e o parâmetro para permitir a reabertura de atividades e fronteiras na maioria dos países europeus.

FONTE: FÓRUM

Comentarios