Trump encerra relações dos EUA com a OMS

Presidente dos EUA critica 'controle total' da China sobre a OMS e anuncia 'encerramento' das relações.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou há pouco em coletiva de imprensa no gramado da Casa Branca que encerrou nesta sexta-feira (29) as relações do país com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Segundo o americano, a China tem ‘controle total’ sobre a OMS, que vem ignorando os pedidos de reformas e mudanças na organização, feitos pelos EUA. “A China paga (à OMS) US$ 40 milhões por ano, enquanto os EUA pagam US$ 450 milhões por ano”, revelou o norte-americano.

Segundo Trump, os fundos serão redirecionados para outros organismos internacionais de saúde, “merecedores” da verba.

“O mundo precisa de respostas sobre a China em relação ao vírus”, afirmou Trump.

Trump também acusou a China de espionagem industrial, além de reclamar dos benefícios que o país asiático tem em outros organismos internacionais, como a Organização Mundial do Comércio, onde a China é considerada um “país em desenvolvimento”, o que é questionado pela administração Trump.

Reportagem: Tiago Vasconcelos/DDP

Comentarios