Rodrigo Guedes cobra que R$ 32 milhões da obra do ‘puxadinho’ sejam investidos na população

Vereador Rodrigo Guedes (PSC)

Durante a sessão plenária desta segunda-feira, 20, o vereador Rodrigo Guedes (PSC) reafirmou sua sugestão à presidência da Câmara Municipal de Manaus (CMM) para devolver o recurso de R$ 31.979.575,63 aos cofres públicos da Prefeitura de Manaus. O valor é referente ao custo da construção do novo prédio anexo da Casa Legislativa. Conforme explicou o parlamentar, que apresentou como exemplo casos em todo o Brasil, o valor poderia ser gasto com a construção de escolas ou Unidades Básicas de Saúde (UBSs).

“Nós estamos vivendo o momento mais difícil da história da humanidade. Pessoas desempregadas, passando fome, a maior inflação dos últimos anos. Essa não é uma luta minha ou do vereador Amom Mandel, é um clamor da sociedade, de 100% da população. Estão aí os exemplos, porque nós não podemos fazer o mesmo?”, afirmou o vereador.

Na semana passada, após Guedes e Amom Mandel (sem partido) entrarem com uma Ação Popular contra a obra, o juiz plantonista Marcelo Manuel da Costa Vieira acatou o pedido e emitiu uma liminar para a interrupção do processo licitatório da construção. Agora a Ação deve ser analisada na Vara da Fazenda Pública Municipal.

“Esse valor poderia ser usado na construção de escolas, UBSs, que atenderiam tantos manauaras. Conclamamos a população para que apoie e ajude nesta luta. Tudo o que estiver ao nosso alcance nós vamos fazer, no sentido judicial, político. Isso é uma imoralidade, um escárnio com o povo”, disse.

Comentarios