Rebelião no Compaj deixa ao menos dez mortos

Foto: Divulgação

Neste domingo, 26/5, por volta das 12h30, a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) confirmou mais uma rebelião no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), localizado no Km 8 da BR-174. Até o momento o número de mortos não foi confirmado, mas existem informações que seriam entre sete e dez vítimas.

O Batalhão de Choque da Polícia Militar, através do Grupo de Intervenção Prisional (GIP), foi deslocado à unidade prisional, bem como helicópteros do Departamento Integrado de Operações Aéreas. A área foi isolada pelos homens da Força Nacional para evitar tumulto, uma vez que hoje é dia de visita.

Foto: Divulgação

Segundo o secretário estadual de Segurança Pública, coronel Louismar Bonates, a rebelião ocorreu no pavilhão 5 onde funciona o regime fechado. Uma equipe do Instituto de Medicina Legal (IML) está no local aguardando autorização para entrar.

Histórico

No dia 1º de janeiro de 2017, uma rebelião no Compaj resultou na morte de 56 detentos e na fuga de outros 130, tendo virado manchete nacional. O motim durou cerca de 17 horas, sendo o maior massacre dos sistema prisional amazonense. Investigações apontaram que o estopim foi a guerra entre facções rivais.

 

Comentarios