Prefeitura realiza primeira reunião de planejamento da ‘Operação Cheia 2020’

Foto: Divulgação / Casa Militar

A Prefeitura de Manaus realizou nesta quinta-feira, 20/2, a primeira reunião de planejamento das ações integradas para a “Operação Cheia 2020”. A reunião foi coordenada pela Secretaria Executiva de Proteção e Defesa Civil de Manaus na sede da Casa Militar de Manaus, Compensa, zona Oeste.

Conforme o secretário-executivo da Defesa Civil, Cláudio Belém, a reunião desta quinta-feira deu início ao planejamento de integração e apresentação do plano de ação das pastas municipais integrantes da ação, como determinado pelo prefeito Arthur Virgílio Neto, de forma preventiva e eficaz.

“Foi solicitado dos representantes das pastas municipais o plano de ação para a Cheia 2020. Tiramos também algumas dúvidas que as outras secretarias tinham com relação ao Sistema Integrado de Informações sobre Desastres da Defesa Civil Nacional, que a gente tem que preencher na situação caso chegue à cota de emergência, para que possamos decretar situação de emergência, por determinação do prefeito da cidade de Manaus”, destacou.

Conforme o relatório apresentado pela Defesa Civil na reunião, a próxima etapa da ação está marcada para o mês de março com o planejamento das vistorias a serem realizadas pelos técnicos do órgão, nos bairros da cidade passíveis de alagação durante o fenômeno e na zona rural da cidade.

A reunião contou com a presença de representantes da Secretaria Executiva do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (SEGGIM) e das secretarias municipais de Infraestrutura (Seminf); da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc); Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas); Saúde (Semsa); Educação (Semed) Limpeza Urbana (Semulsp); Juventude, Esporte e Lazer (Semjel), Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU); Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb); Guarda Municipal, Defesa Civil do Estado Amazonas, Unidade gestora de Projetos Especiais (UGPE) e Visa Manaus.

Cota rio Negro

De acordo com a medição realizada diariamente pelo Porto de Manaus, a cota do rio Negro encontra-se estável em 24,62 metros, nesta quinta-feira.

Comentarios