Líder foragido de ‘piratas dos rios’ morre em troca de tiros com PM, em Coarí

A PM recebeu a informação que "Sid" estaria escondido no “Perá Sítio”, portando armas e drogas. | Foto: Divulgação

O foragido da polícia e traficante Sidnei Rodrigues Morais, o “Sid”, morreu durante uma troca de tiros com policiais militares em Coari (distante 365 quilômetros de Manaus). Na região, ele era procurado por ser um dos chefões de “piratas do rio”.

José Carlos Amorim Pereira, 43, o “Carlinhos”, foi detido durante a mesma operação, batizada de “Solimões” e realizada na madrugada desta sexta-feira (3) pela PM e Polícia Civil.

Traficante

Conforme informações da própria polícia, a guarnição recebeu uma denúncia informando que no “Perá Sítio”, o foragido da justiça “Sid” estaria escondido, portando armas e drogas.

A polícia montou campana no local, quando depois de algumas horas uma lancha com dois homens se aproximou. A guarnição tentou fazer a abordagem, mais foi recebida a tiros pelos suspeitos.

Líder de piratas

Os policiais então revidaram atirando e Sidnei foi atingido. Os PMs ainda prestaram socorro, mas o traficante não resistiu e morreu na unidade hospitalar.

Com “Sid” foi apreendida uma pistola .45 de uso restrito, de cor prata e mais três munições intactas. José Carlos aproveitou o momento e conseguiu fugir, mas PMs retornaram ao local e durante varredura na mata de igapó, localizaram o suspeito escondido em uma canoa, coberto com lona azul.

Tiroteio

Na embarcação estava uma espingarda calibre 16, quatro volumes de drogas, entre maconha skunk e cloridrato de cocaína (pó), além de ferramentas.

Ainda na mata de igapó a polícia localizou vasilhames de combustível jogados na água, e um embarcação tipo lancha com motor 200 HP, afundada na água e amarrada a uma árvore.

Tráfico de drogas

“Carlinhos” foi conduzido à 10a Delegacia de Polícia Civil para os procedimentos cabíveis, juntamente com as armas, munições, embarcações e drogas apreendidas.

“Sid” possuía mandado de prisão em aberto, e era tido como o maior líder de piratas de rio da região. Armas, drogas e embarcações já haviam sido apreendidos em operações anteriores, quando integrantes da quadrilha do traficante morto foram presos.

Por PMS

 

Comentarios