Joelson Silva assume presidência da Câmara Municipal, nesta terça-feira

Juntamente com ele, outros nove integrantes da Mesa Diretora também tomam posse para o mandato de dois anos (2019-2020). © Divulgação/CMM

O vereador Joelson Silva (PSDB) assume, nesta terça-feira (1º), às 11h, a presidência da Câmara Municipal de Manaus (CMM), em substituição ao vereador Wilker Barreto (PHS), eleito deputado estadual. O evento de posse acontecerá no Memorial Carlos Zamith, na sede do parlamento municipal. Juntamente com ele, outros nove integrantes da Mesa Diretora também tomam posse para o mandato de dois anos (2019-2020).

Silva, que é líder da bancada de apoio do prefeito Arthur Neto (PSDB), foi eleito de forma unânime pelos 41 vereadores da CMM, no dia 3 de dezembro. O parlamentar foi o único candidato ao cargo. Em seu discurso, no dia da eleição, ele afirmou que pretende restaurar a Escola do Legislativo, ampliar as vagas de estágio, realizar um concurso público, levar a participação da sociedade nas audiências públicas, fortalecer as comissões importantes da Casa como, segundo o parlamentar, a de água e esgoto.

O vereador também agradeceu a Deus e citou um versículo bíblico, lembrando que se norteou por este, e ressaltou que usou sua cresça para o trato com os colegas. “Quero empreender uma presidência como sou. Humilde, simples, honrando cada colega e louvando ao meu Deus”, concluiu.

Membros

Para o cargo de 1º vice-presidente também foi eleito o vereador Hiran Nicolau (PSD). O vereador Fred Mota (PR) foi eleito 2º vice-presidente e o vereador professor Samuel (PHS) foi eleito 3º vice-presidente.

O vereador Wallace Oliveira (Podemos) foi eleito secretário-geral. A vereadora Glória Carrate (PRP) foi eleita 1ª secretária, o vereador Reizo Castelo Branco (PTB) foi eleito 2º secretário e o vereador Jaildo dos Rodoviários (PCdoB) foi eleito 3º secretário da Casa.

O novo corregedor da Casa será o vereador Éverton Assis (DEM) e para o cargo de ouvidor foi eleito o vereador Isaac Tayah (PSDC), que já foi presidente da CMM. Em todas as votações só havia um candidato em cada cargo e todos foram eleitos de forma unânime em votação nominal.

Por D24AM

Comentarios