Hospital Platão Araújo fica sem energia

Empresa responsável pelo fornecimento de energia esteve no local; | Foto: Eliana Nascimento/G1

O Hospital e Pronto Socorro Platão Araújo. na Zona Leste de Manaus .passou o sábado (9) sem energia, o que gerou reclamações entre familiares de pacientes que estão internados na unidade.

A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) informou que a situação “se mantém sob controle”, inclusive com a possibilidade de remoção de pacientes da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para outras unidades da rede estadual de saúde, se necessário. O problema foi causado por um rompimento de um cabo elétrico que conduz energia da rua para dentro da unidade.

No local, familiares de pacientes que estão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) reclamaram que o hospital poderia ter um gerador a disposição dos que estão internados no hospital e necessitam do uso de aparelhos eletrônicos.

É o caso da dona de casa Menaide Maricauá, que acompanha a irmã, internada na UTI desde 26 de janeiro deste ano. Ela questionou a insuficiência de geradores na unidade hospitalar.

“Quem tem culpa é quem governa, por não colocar gerador suficiente para abastecer o hospital. Por volta de 4h que foi embora a energia. Tem que ter um gerador de bastante potência, porque se fosse numa fábrica, o patrão estava preocupado com a produção e, no hospital, por que não estão se preocupando? E a vida da pessoa? A pessoa que tá na UTI ou no centro cirúrgico depende da energia e pode morrer”, disse.

A doméstica Dora Cortez, também acompanha uma irmã, internada no local com diabetes.

“A culpa não é do hospital mas foi uma fatalidade. Há pessoas na UTI que dependem dos aparelhos que estão parados. Do hospital não tenho o que reclamar, até porque os médicos estão trabalhando direto sem receber, mesmo com esse problema, eles tratam muito bem os pacientes”, afirmou.

Em nota, a Susam relatou que tomou conhecimento sobre o caso na unidade hospitalar, adotou as providências para garantir que o atendimento aos pacientes não fosse comprometido. E que o gerador da unidade está funcionado e a secretaria está providenciando geradores portáteis para a UTI, caso haja necessidade. Além disso, fizeram contato com a empresa responsável, que garantiu o restabelecimento da energia para a unidade em, no máximo, uma hora. E que um engenheiro elétrico da Susam está no hospital acompanhando a situação.

Até às 18h30 deste sábado (9), a energia do hospital ainda não tinha sido restabelecida.

Por G1

Comentarios