Eleitores terão ‘passe livre’ hoje no transporte coletivo de Manaus

A gratuidade no transporte coletivo ocorre no horário das 4h às 20h ─ Foto: Márcio James/Semcom

Os eleitores de Manaus terão gratuidade no transporte coletivo neste domingo, segundo turno do pleito. O passe livre nas catracas será de 4h às 20h. A circulação dos coletivos e de pedestres será monitorada por agentes do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU) que estão nas ruas desde às 5h.

No primeiro turno, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amazonas (Sinetram) contabilizou 433.496 passagens. O maior número foi computado pela empresa Integração, que correspondeu a 77 mil, seguido por Rondônia (65,1 mil), Via Verde e Global, ambas com 60 mil.

As catracas dos cinco terminais de ônibus da capital registraram o menor quantitativo de tarifas gratuitas concedidas, somando 8,9 mil, segundo o Sistema de Bilhetagem Eletrônica.

Multiplicando o número de gratuidades fornecidas pelo valor da tarifa do transporte público, de R$ 3,80, o custo do passe livre representou cerca de  R$ 1,6 milhão no primeiro turno.

“Vai ser pago ao Sinetram pela prefeitura de acordo com o número de passageiros transportados. A prefeitura tem acesso ao Sistema de Bilhetagem Eletrônica, inclusive, aos cobradores que trabalharam. O relatório vai ser passado à prefeitura oficialmente”, explicou o assessor jurídico do Sinetram, Fernando Borges.

Frota

Segundo o IMMU, a frota do transporte coletivo convencional disponibilizada à população  será de 973 ônibus. A quantidade de veículos é compatível ao dia útil de circulação de transporte na capital, conforme o IMMU.

De acordo com a prefeitura de Manaus, os coletivos cumprirão itinerário normal e todos os usuários devem passar pela catraca, exceto gestantes, idosos e pessoas com deficiência detentoras de gratuidade, com acesso livre aos coletivos.

Desde maio deste ano, o uso de máscara nos ônibus é obrigatório e quem for visto sem a proteção contra a Covid-19 nas ruas  pode receber multa de R$ 108, equivalente a um UFM (Unidade Fiscal do Município).

Concessão

A gratuidade do transporte público nas eleições municipais 2020 foi aprovada na Câmara Municipal de Manaus no dia 9 deste mês. O Decreto nº 4.940,  publicado no Diário Oficial do Município (DOM) nº 4.965 do dia 12, regulamentou a concessão.

O transporte gratuito no pleito foi defendido pelo Comitê do Amazonas de Combate à Corrupção e ao Caixa Dois Eleitoral em pedido encaminhado ao prefeito de Manaus, no dia 30 de julho. A solicitação foi reforçada junto ao presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas, desembargador Aristóteles Thury, em 16 de agosto. Thury manifestou-se contrário visto que a partir do recadastramento biométrico os locais de votação encontram-se mais próximos do domicílio dos eleitores.

FONTE: A Crítica

Comentarios