Eduardo Braga comemora piso salarial nacional da enfermagem

O piso salarial será atualizado anualmente, com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC)

O senador Eduardo Braga (MDB/AM) comemorou a aprovação, nesta quarta-feira (24/11), do projeto que define um piso salarial nacional para os profissionais de enfermagem – R$ 4.750 para enfermeiros; 70% desse valor para técnicos de enfermagem e 50% para auxiliares de enfermagem e parteiras. De acordo com o projeto, que segue para a Câmara dos Deputados e pode beneficiar cerca de 55 mil profissionais no Amazonas, o piso salarial será atualizado anualmente, com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

“A definição de um piso salarial nacional é o mínimo que devemos a esses trabalhadores, que agiram como heróis nessa pandemia. Brasil afora, deram uma lição de coragem, dedicação, compaixão e esperança, arriscando a própria vida para cuidar dos pacientes”, argumentou o parlamentar do Amazonas, que atuou de forma decisiva para a aprovação da matéria.

Braga também lembrou que boa parte de enfermeiros, técnicos e auxiliares recebem um salário muito aquém do que seria justo e que, nesse momento de crise e inflação galopante, muitos têm tido, inclusive, dificuldades para sustentar dignamente a família.

“Infelizmente, o ótimo costuma ser inimigo do bom. Mas, se não conseguimos garantir a remuneração ideal para esses profissionais de saúde, por conta do atual cenário econômico, avançamos na definição de um piso salarial nacional, a ser reajustado anualmente, um direito que a categoria vem reivindicando há décadas”, discursou.

Ao orientar o voto favorável ao projeto, como líder do MDB, o senador Eduardo frisou que o acordo para a definição do valor do piso salarial foi costurado de forma transparente e ampla, com representantes das diversas entidades representativas dos enfermeiros, dos auxiliares e dos técnicos.

*Com informações da assessoria

 

Comentarios