Comunidades do rio Negro recebem ação de cidadania

Fotos: Divulgação/Semasc

A Prefeitura de Manaus realizou na última quarta-feira, 10/4, uma ação de cidadania nas comunidades ribeirinhas Ariaú, Monte Sinai do Igarapé e Nova Jerusalém no Mipindiaú, todas localizadas às margens do rio Negro. A ação é coordenada pela Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), em parceria com a Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc).

Foram viabilizadas 67 emissões de Carteira de Identidade; 122 Certidões de Nascimento e 60 atendimentos de inclusão e atualização do Cadastro Único (CadÚnico). Todos os atendidos já saíram com os documentos em mãos.

De acordo com a secretária da Semasc, Conceição Sampaio, o CadÚnico é uma porta de acesso aos benefícios socioassistenciais do governo federal, como o Bolsa Família. Por isso, esse trabalho é de suma importância para que a inclusão da população das comunidades ribeirinhas seja realizada.

“O objetivo do prefeito Arthur Virgílio Neto é fazer com que a proteção social chegue a toda a população. E esse trabalho, em parceria com a Sejusc, possibilita a essas pessoas a garantia dos direitos básicos como a documentação que garante cidadania”, enfatizou Conceição.

Busca Ativa

As comunidades rotineiramente estão recebendo a Busca Ativa realizada pelos Centros de Referência de Assistência Social (Cras). O serviço identifica famílias que precisam ser inseridas nos programas socioassistenciais do governo federal, como o Bolsa Família e o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Aproximadamente, 50 comunidades que estão localizadas na zona ribeirinha de Manaus são beneficiadas com as visitas dos Cras e dos Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas).

 

Comentarios