Brigas entre gangues dentro de prisão no Equador deixa mais de 100 mortos

A rebelião aconteceu no complexo da Penitenciária do Litoral de Guayaquil, no sudoeste do país. (Foto: Getty Images)

Um massacre registrado num presídio no Equador culminou na morte de mais de 100 pessoas e deixou pelo menos outras 52 feridas. Os conflitos ocorreram na Penitenciária Litoral, que fica na cidade costeira de Guayaquil.

Segundo informações da CNN, a agência penitenciária do país reportou detonações e brigas entre gangues criminosas em um dos pavilhões do presídio. Com isso, detentos foram atingidos por balas e granadas. Entre os atingidos, pelo menos cinco foram decapitados.

Depois disso, o governador da província de Guayas, Pablo Arosemena, disse que “a polícia e suas tropas conseguiram restaurar a ordem”. O governo declarou estado de emergência de 60 dias em todas as prisões do país, o que significa dizer que tropas militares serão enviadas aos presídios e que os direitos dos detentos serão limitados.

Comentarios