Amigas vão a bar celebrar fim da quarentena e acabam infectadas

Erika Crisp (vestido florido) se diz arrependida da atitude e agora defende o distanciamento social ─ Imagem: Reprodução

No último dia 8, a norte-americana Erika Crisp e mais 15 amigos foram celebrar o aniversário de uma das integrantes do grupo e o fim da quarentena na cidade de Jacksonville, no estado da Flórida, em um bar da região. Cerca de uma semana depois, ela descobriu que todos acabaram infectados pelo Covid-19.

Em entrevista para a emissora de TV News4jax, Crisp revelou que começou a sentir dificuldade de respirar e, ao conversar com algumas amigas que estiveram no evento, descobriu que elas estavam enfrentando os mesmos problemas. No fim, a confirmação de positivo para o novo coronavírus (Sars-Cov-2) veio para todos.

“Aconteceu na primeira noite em que tivermos autorização para sair. A única coisa que todas nós temos em comum é exatamente aquela ida ao bar. Acho que fomos muito descuidadas. Nós não estávamos usando máscaras e nem respeitamos as regras de distanciamento social”, relembrou ela.

Segundo ela, todos os integrantes do grupo respeitaram as regras da quarentena por três meses, mas acabaram deixando de lado as recomendações na primeira oportunidade em que tiveram: “As autoridades disseram que tudo estava bem, então nós tiramos vantagem disso”.

Distante dos familiares desde a confirmação, Crisp disse que aprendeu a lição e acredita que os governantes autorizaram a reabertura de estabelecimentos cedo demais.

Após a divulgação do episódio, os proprietários do pub irlandês Lynch, local em que a festa ocorreu, decidiram fechar novamente o estabelecimento e realizar uma limpeza completa. De acordo com a News4jax, a expectativa é de que o bar seja reaberto ainda nesta semana.

FONTE: ÚLTIMO SEGUNDO

Comentarios