Vereadores ameaçam denunciar e CMM suspende licitação de aluguel de pick-ups

Vereadores Rodrigo Guedes e Amom Mandel

Após os vereadores Rodrigo Guedes (PSC) e Amom Mandel (sem partido) garantirem que também iriam entrar com uma ação contra o aluguel de 41 automóveis no modelo pick-up na Câmara Municipal de Manaus (CMM), durante entrevista coletiva, nesta sexta-feira, 17, a presidência da Casa Legislativa emitiu um aviso suspendendo o processo de licitação no Diário Oficial.

De acordo com o vereador Rodrigo Guedes, este é mais um resultado positivo, reflexo de sua luta contra imoralidades cometidas pelo poder público. A resposta ocorreu no mesmo dia em que a Justiça do Estado do Amazonas determinou a suspensão da licitação da construção de um novo prédio anexo na Casa Legislativa.

“Duas vitórias no mesmo dia! Confesso que estou muito feliz. Quando saiu o aviso de licitação, há duas semanas, já havia anunciado na imprensa que não aceitaria essa picape. Hoje deixamos claro que ingressaríamos na Justiça. Pouco tempo depois, minutos, o processo foi suspenso! Vitória do povo”, afirmou.

O vereador já havia enviado um documento à presidência da CMM para renunciar o uso do automóvel. “Nem eu, nem os membros do meu gabinete faremos uso deste veículo, desta picape, que inclusive sai caro para o cidadão”.

Sobre a licitação

O edital do Pregão Presencial nº 013/2021, previa a locação de 41 veículos do modelo Picape (Pick-UP), movido a combustível renovável ou tecnologia “flex”, com motor de 2.4. A justificativa era de que o carro atenderia a Mesa Diretora e as Comissões da Casa Legislativa.

O gasto seria de R$ 99.734,40 por ano para o aluguel dos veículos, referente a um custo de R$ 8.311,20 por mês.

Comentarios