Traficantes são presos com armas e drogas na Compensa e Jorge Teixeira

Com os cinco traficantes, foram encontrados seis armas de fogo e mais de 400 trouxinhas de maconha. (Foto: Divulgação/SSP-AM)

Com o intuito de combater o tráfico de drogas na capital amazonense, a operação Cidade mais Segura, obteve mais uma captura de sucesso. Após apurar denúncias anônimas populares, nos bairros Compensa e Jorge Teixeira, Zona Oeste e Leste de Manaus, respectivamente, cinco infratores ligados ao tráfico de drogas, que fazem parte de uma facção criminosa, foram presos em posse de seis armas de fogo e mais de 400 trouxinhas de maconha.

O trabalho segue determinação do secretário da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), o general Mansur, e está acontecendo em toda a capital a partir de denúncias da população ao 181, o serviço oficial de informação da SSP.

Policiais da Secretaria Executiva-Adjunta de Operações (Seaop), da SSP-AM, iniciaram as diligências no final da tarde da última sexta-feira (20). Na rua Igarapé do Franco, bairro Compensa, dois homens foram abordados pelos agentes. Com eles foram encontrados um revólver calibre 38, porções de maconha e uma balança de precisão.

Ainda na Compensa, a equipe foi até a rua São João, onde foi preso o vulgo “Goiabinha”, apontado como pistoleiro de uma facção criminosa e autor de diversos homicídios. Ele informou para os policiais que em sua residência havia mais armamentos escondidos. Os agentes foram até o local e apreenderam três armas de fogo.

Depois dessa prisão, as equipes seguiram para o Jorge Teixeira, onde um casal ligado ao bando criminoso foi preso com armas e drogas.

“Na rua Mangarataia, abordamos um indivíduo muito perigoso, vulgo “Derley”, com ele e uma mulher, foram encontradas uma pistola, mais de 400 trouxinhas de drogas e uma balança de precisão. Ele já tinha passagem por tráfico e foi preso esse ano por porte ilegal de arma de fogo”, afirma Fabrício Almeida, capitão da Polícia Militar.

Denúncia

O disque-denúncia 181, da SSP-AM, funciona 24 horas por dia, inclusive aos finais de semana, em todo o estado. As ligações são gratuitas e sigilosas.

Outra forma de repassar informações é através do site da SSP. No serviço de mensagem, o cidadão deve relatar o nome da rua, bairro e número do local onde ocorreu o crime. Se possível, fornecendo nome ou apelido de pessoas suspeitas de atividades criminosas. Pode ainda adicionar fotografias e vídeos na denúncia, que também é sigilosa. Para acionamentos emergências da polícia, a população deve ligar para o 190.

*Com informações da assessoria

Comentarios