Traficante do Japiim é presa após matar jovem por ciúmes do marido

Silvilla Gonçalves Judiss, 33, conhecida como ‘Silvia’, e Lucimara de Souza Feitosa, 23, conhecida como ‘Lulu’ foram presas suspeitas de matar a adolescente. Foto: Jander Robson

Conforme o titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (Dehs), Paulo Martins, no dia do crime, a polícia recebeu a informação de que Camilla havia morrido por overdose. Mas diante das marcas de esganadura no pescoço da vítima, o delegado Walter Cabral, também da Dehs, começou as investigações e chegou até Sillvilla e Lucimara.

Walter afirmou que de acordo com peritos do IML, Camille foi agredida fisicamente com chutes e socos, além de ser estrangulada pelos Silvilla e Lucimara, o que ocasionou na morte da adolescente. A motivação teria sido um banal: Silvilla, que era chefe do tráfico na região, tinha ciúmes da adolescente com seu marido, e recrutou Lucimara para matar Camille em via pública, quando a menor estava indo comprar refrigerante.

Durante apresentação para imprensa, Silvilla disse que matou porque a adolescente tentou agredir a dupla. Lucimara afirmou que quem deu o golpe final foi Silvilla, que é sua chefe no tráfico de drogas.

“Mataram minha filha por causa de ciúmes, porque ela era bonita e o marido da Silvia mexia com ela”, desabafou Camila Rodrigues, 31 anos, mãe de Camille. A vítima deixou órfã uma criança de 1 ano e 4 meses.

As suspeitas foram indiciadas por homicídio qualificado e serão encaminhadas ao Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF).

Por A Crítica

Comentarios