Torneio Início do Amazonense de Handebol Adulto ocorre neste sábado (11)

© Anderson Silva/Plano 7/Liham

O handebol que mais cresce no Brasil está de volta. E a temporada do Campeonato Amazonense Adulto inicia, neste sábado (11), com o Torneio Início – Troféu Marques Santos. Com 28 equipes, sendo nove do interior, recorde de todas as edições, o evento inicia às 16h, no Ginásio do Atlético Rio Negro Clube, no Centro. Às 18h, ocorre a cerimônia de abertura com a sequência dos jogos eliminatórios.

Organizada pela Liga de Handebol do Amazonas (Liham), este ano a entidade comemora o avanço da modalidade no Estado. Autazes, Careiro da Várzea, Careiro Castanho, Coari, Manaquiri e Novo Airão unem-se aos representantes de Itacoatiara, Iranduba e Manacapuru.

“Teremos o maior Campeonato dos 11 anos da Liham. Trabalhamos intensamente para ter o interior ainda mais presente no campeonato. O interior é forte. Não é à toa que temos o Penarol, de Itacoatiara, bicampeão Amazonense. Estamos no caminho certo para fortalecer o nosso esporte”, destacou o presidente da Liham, Auricélio Andrade.

O quantitativo de equipes aumenta somando as equipes das categorias infantil e juvenil. No total, serão 38 times da base, entre feminino e masculino, em quadra até o mês de dezembro. “Serão cinco meses de disputa. Sem dúvidas este será o maior campeonato da história. São muitas equipes. Na somatória geral são 66 equipes. É recorde. Isso mostra a que o handebol no Amazonas está sendo trabalhado da forma correta”, frisou.

Torneio Início

Ao todo, 18 jogos prometem esquentar o dia em mais de seis horas de disputas. “Serão grandes jogos. Não tenho dúvidas que cada partida será emocionante. É perde saí, mata-mata, em 10 minutos quem não vencer estará fora. Quem não for ao ginásio vai perder”, comentou Andrade, sem anunciar os favoritos para o a disputa.

“Em 2017 o campeão foi o extinto Adalberto Valle, no masculino. No feminino o Rio Negro foi o campeão. Para este torneio início os times masculinos estão muito equilibrados. Entre as mulheres, acredito que o Rio Negro esteja melhor preparado”, finalizou.

Comentarios