Preso falso policial que atirou contra pessoas no Tarumã

O suspeito foi reconhecido pela tatuagem no braço direito. ─ Imagem: Reprodução

O secretário de Segurança Pública do Amazonas, coronel Louismar Bonates confirmou que o falso policial que, na manhã desse domingo, dia 23, ameaçou pessoas e atirou para o alto em um posto de combustível no Tarumã, na zona oeste, foi preso no início da noite.

O homem foi caçado pela polícia após a confusão no início da manhã de ontem (23), em um posto de combustível, na esquina das avenidas do Turismo com Futuro, em frente a casa de shows Tenda Hall.

A ação foi filmada por uma pessoa que postou nas redes sociais. O suspeito, segundo policiais civis do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), para onde o suspeito foi levado, ele se chamaria Alisson de Melo Pinheiro, de 33 anos, conhecido como “Rato”.

Inclusive a tatuagem com a cruz de Malta do Clube de Regatas Vasco da Gama, que é possível ver no braço do suspeito no vídeo, ajudou a polícia na identificação de Alisson.

Alisson, segundo o próprio secretário de Segurança Pública, seria empresário.

Dono de loja de fogos foi confundido com Alisson

Logo que as imagens da confusão começaram a circular, muitas pessoas reconheceram o veículo modelo Lifan 320, cor Azul, placa OAC-1011, como sendo do empresário Marcelo Rodrigues. Inclusive fotos dele e da empresa foram divulgadas indevidamente em blogs e na rede social.

Nós entramos em contato com Marcelo pelo número 981*2-66** para saber se era ele mesmo nas imagens.

Marcelo se disse indignado com a repercussão do caso e com a exposição indevida de sua imagem. Ele contou que o veículo foi sim seu, mas há cinco anos o vendeu.

“Esse carro era meu há cinco anos. Ele nem está no meu nome. O carro está vinculado a mim, porque eu que fiz a pintura dessa cor e ele é o único que tem em Manaus. Inclusive vim a delegacia fazer um boletim de ocorrência sobre essa divulgação”, explicou Marcelo.

O empresário também confirmou a prisão de Alisson e que ele foi levado para o 19º DIP, no Tarumã.

Baleados

Segundo um taxista que presenciou a confusão e perseguiu Alisson juntamente com um PM e outros taxistas, o suspeito baleou um flanelinha durante a confusão.

O próprio taxista teve o carro atingido por cinco tiros disparados pelo suspeito durante a perseguição, que foi parar no bairro de Santa Etelvina, na zona norte.

Fonte: POLÍCIA 24H

Comentarios