Preso em Manaus homem que matou a ex-namorada e o próprio filho

Ele já foi condenado a 43 anos de prisão pelo crime, mas fugiu do presídio onde cumpria a pena ─ Foto: Divulgação/PC

MANAUS – Jeanderson Xavier Rangel, 31, foi preso por policiais civis na manhã desta terça-feira (10), em Manaus, acusado por duplo homicídio, contra a sua ex-namorada e o filho deles, que aconteceu em novembro de 2012 na cidade de Cuiabá (MT). Ele estava foragido do sistema prisional desde 2016.

O cumprimento do mandado de prisão foi realizado pelo Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO). O ex-soldado do Exército Brasileiro, Jeanderson, foi condenado a 43 anos e dez meses de prisão pelos homicídios da ex-namorada, Ariely Lopes Vieira, 23, e do filho deles, Emilton Jorge Neto, 4.

Segundo o delegado Sinval Barroso, diretor do DRCO, eles foram acionados pelo DRCO de Mato Grosso informando que possivelmente o alvo deles estava residindo no Pará e talvez viesse ao Amazonas. “Ele é foragido do sistema prisional de Cuiabá desde 2016, e desde lá, começou a trabalhar como garimpeiro no estado do Pará. Jeanderson chegou em Manaus no domingo, quando fizemos uma campana para certificar que era o indivíduo em que procurávamos e prendemos ele em via pública”.

Jeanderson estava preso na Penitenciária Central do Estado de Cuiabá, onde trabalhava em uma obra na penitência feminina, de onde fugiu em fevereiro de 2016. “Ele executou o filho dele de quatro anos de idade com um tiro na nuca, enquanto a criança dormia, e matou a mãe da criança de 23 anos, numa tentativa de evadir do pagamento da pensão alimentícia”, explicou o delegado.

Ainda segundo investigações, Jeanderson estava em posse de documentos falsos com o nome de Carlos Alberto Barbosa, com o qual efetuou a compra de um veículo modelo HB20, cometendo o crime de estelionato.

“Ele estava usando documento falso aqui no Amazonas e já tinha comprado um carro, cometendo o crime de estelionato e está sendo flagranteado por esses dois crimes, que serão somados aos 43 anos e dez meses de prisão que ele está devendo à Justiça”, declarou.

Por D24AM

 

Comentarios