Presidente da Academia Brasileira de Letras visita Manaus e se encontra com intelectuais e lideranças indígenas

(Foto: Marcely Gomes / Semcom)

Na primeira vez que um presidente da Academia Brasileira de Letras (ABL) visita Manaus, o escritor Marco Luchesi participou de encontros com intelectuais e lideranças indígenas promovidos pela Prefeitura de Manaus, por meio do Conselho Municipal de Cultura (Concultura) e a Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult).

“Fiz questão de vir a Manaus antes do fim do mandato por três motivos: conhecer a terra de amigos queridos, reduzir as distâncias e aproximar dos nossos grandes valores culturais, além do ecológico. Aliás, o país que tem 300 línguas tem o “soft power”, a verdadeira riqueza e não o minério”, ressaltou.

(Foto: Marcely Gomes / Semcom)

Para o presidente do Concultura, Tenório Telles, a presença do poeta Marcos Lucchesi em Manaus é simbólica, pelo interesse crescente pela Amazônia e a força de seu imaginário. “O escritor realiza um antigo sonho de conhecer a região e suas populações ancestrais. Sua boa vontade em aprender e capacidade de dialogar com os artistas e lideranças indígenas comoveu a todos”, disse.

(Foto: Marcely Gomes / Semcom)

O presidente da Manauscult, Alonso Oliveira, destacou a importância da visita do presidente da ABL, pelo ineditismo e reconhecimento dos valores culturais que Luchesi reconhece e resgata em sua gestão. “A gestão do prefeito David Almeida é de resgate e valorização da cultura ancestral, que vai ao encontro da política e ação da ABL”, afirmou.

Luchesi se reuniu com lideranças indígenas residentes em Manaus, depois de visitar a Mostra de Arte Indígena, em exposição na sede do Concultura, Palácio Rio Branco, Centro.

 

Comentarios