Polícia Militar acaba festa ilegal com mais de mil convidados no ramal do Brasileirinho

Durante a ação, uma arma de fogo foi apreendida ─ Foto: Divulgação

A Polícia Militar do Amazonas, por meio do Comando de Policiamento Especializado (CPE), realizou uma operação integrada e interrompeu uma festa ilegal, que estava ocorrendo na madrugada de domingo (14), no sítio Pai Eterno, localizado no quilômetro 12, do ramal do Brasileirinho. Durante a ação, uma arma de fogo foi apreendida e a proprietária do local foi levada ao 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

De acordo com os policiais militares, a operação foi determinada pelo comandante-geral da PM, Ayrton Norte, após o recebimento de uma denúncia. A ação coordenada pelo CPE contou com a atuação de policiais da Companhia de Operações Especiais (COE), Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam), Batalhão de Choque e Companhia Independente de Policiamento com Cães (Cipcães). No sítio, foram abordadas aproximadamente mil pessoas, que passaram por revista pessoal, além de revista veicular.

Por meio do seu instagram pessoal, o governador do Amazonas, Wilson Lima, comentou a operação da polícia e disse que mais de 1000 pessoas estariam no local.

Ainda segundo a Polícia Militar, a festa foi interrompida e os organizadores foram conduzidos à delegacia para prestarem depoimentos. Um inquérito policial foi instaurado, uma vez que os envolvidos estavam descumprindo decreto governamental. A arma apreendida foi apresentada na delegacia.

FONTE: ACRÍTICA

Comentarios