Pelé deve receber alta nesta quinta após um mês internado em hospital

Pelé deve receber alta nesta quinta após um mês internado em hospital. (Foto: Reprodução)

Há exato um mês, ainda sem que os fãs soubessem, Pelé deu entrada no hospital. Dos iniciais exames de rotina à descoberta de um tumor no intestino, o Rei do Futebol completa 30 dias de internação nesta quinta-feira (30). A expectativa é de alta no decorrer do dia. O Hospital Albert Einstein não confirmou a informação.

De acordo com postagens do próprio Pelé e da filha Kely Nascimento nas redes nacionais, o Rei do Futebol está bem disposto e recuperado da cirurgia. As sessões de fisioterapia são realizadas no próprio hospital, sempre com a ajuda de profissionais de diversas áreas da saúde. O resultado da biópsia do tumor suspeito não foi divulgado.

Edson Arantes do Nascimento já tinha como hábito fazer os exames de rotina em mais de um dia no hospital. Com dificuldade de locomoção, devido a implantação de próteses no quadril, em 2012 e em 2015, o ex-jogador optava por check-ups mais demorados ainda que exigisse internação.

O período no hospital, no entanto, foi o maior entre os sucessivos problemas de saúde enfrentados pelo Rei. Em 2019, ele passou cinco dias internado em um hospital em Paris, na França, e, logo na volta ao Brasil, teve de continuar o tratamento de infecção urinária em São Paulo, onde ficou internado por mais seis dias.

Pelé passou por cirurgia para retirada do tumor no cólon direito e, de 4 a 14 de setembro, foi assistido na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Depois de uma pequena “instabilidade respiratória”, o ex-jogador precisou voltar à unidade semi-intensiva, mas logo se recuperou.

Se os boletins médicos eram esparsos, foram quatro até agora, Pelé e Kely trataram de compensar com posts tranquilizadores nas redes sociais. Na última quarta, a filha precisou voltar aos Estados Unidos, onde mora. A mulher, Márcia Aoki, também acompanha de perto a recuperação do Rei do Futebol.

Pelé é acompanhado pelos médicos Fabio Narsi (geriatra e endocrinologista), Alberto Goldenberg (cirurgião do aparelho digestivo) e Miguel Cendoroglo Neto (diretor-superintendente médico e serviços hospitalares).

No próximo 23 de outubro, Pelé completa 81 anos.

As informações são do D24am.

Comentarios