Multidão invade delegacia, esquarteja e incendeia suspeito de estupro, em Fonte Boa

Ronald Gomes Borges, 28 anos, estava preso 55º DIP, em Fonte Boa, no interior do AM. O suspeito de estuprar e matar uma criança de 10 anos foi arrastado para fora da cela e queimado por populares. ─ Foto: Divulgação

FONTE BOA – Ronald Gomes Borges, 28 anos, estava preso 55º DIP, em Fonte Boa, no interior do AM. O suspeito de estuprar e matar uma criança de 10 anos foi arrastado para fora da cela e queimado por populares.

A revolta tomou conta da população do município de Fonte de Boa, distante 678 quilômetros de Manaus, que, na noite desta sexta-feira (17), linchou um homem identificado como Ronald Gomes Borges, 28 anos. Ele havia sido preso em flagrante, ainda no dia de ontem, suspeito de ter estuprado e matado uma criança de 10 anos, na tarde de quinta-feira (16), na mesma cidade.

O homem seria ainda transferido para Manaus pela Polícia Civil do Amazonas (PC-AM). Todo o ato foi registrado por meio de vídeos em que mostram além das partes do corpo do homem, dezenas de pessoas comemorando o feito com gargalhadas. Além da morte, a unidade policial em que o homem estava preso foi depredada, e três viaturas policiais destruídas.

O fato foi confirmado pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) a qual explicará as ações adotadas em decorrência do ataque criminoso registrado ontem no município de Fonte Boa, em uma entrevista coletiva que será realizada ainda na manhã deste sábado, no Centro Integrado De Comando e Controle (CICC), localizado na Avenida André Araújo, Aleixo, zona Centro-Sul de Manaus.

Entenda o Caso

Ronald Gomes Borges, 28 anos, foi preso em flagrante por estuprar Elcleciane Nascimento Duarte, 10 anos, em Fonte de Boa. O suspeito ofereceu R$ 40 para ter relações sexuais com a criança, após negativa da vítima, ele aplicou um golpe de “mata leão” na menina, a estuprou e com uma corda asfixiou a menor. O crime aconteceu na tarde de quinta-feira (16) no município.

Segundo informou o investigador de Polícia Civil (IPC) Mário Alves, gestor da 55ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Fonte Boa, a menina auxiliava a companheira de Ronald na confecções de bolos e biscoitos. Na tarde do crime, Elcleciane estava na cozinha da casa do suspeito, localizada na Rua Oito, bairro Belarmino Lins, no momento em que houve a oferta em dinheiro para a menina ter relações sexuais com o suspeito.

A vítima negou e tentou fugir, no entanto, Ronald a pegou pelo braço e comentou o crime, segundo a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM). Após o estupro e a morte da menina por asfixia, Ronald, segundo informou o investigador Mário Alves, deixou o corpo da vítima em baixo da cama e, por volta das 19h, a companheira do suspeito entrou no quarto, encontrou o corpo da menina e informou à PM sobre o crime. O suspeito chegou a ser autuado em flagrante por estupro de vulnerável.

fonte: acrítica

 

Comentarios