Mulheres são flagradas tentando entrar com materiais ilícitos em presídios

Foto: Divulgação/Seap
Nesse fim de semana, seis mulheres foram flagradas por agentes da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) tentando entrar com entorpecentes nas unidades prisionais da capital.
No último sábado (26/01), três mulheres foram identificadas pelo Bodyscan, espécie de raio-x, com drogas escondidas em suas partes íntimas na Unidade Prisional do Puraquequara (UPP). Ao todo, foram encontradas 553 gramas de ervas esverdeadas, segundo informações da Coordenação do Sistema Penitenciário (Cosipe).
No domingo (27/01), mais três mulheres foram impedidas de entrar nas unidades carcerárias, sendo duas na UPP e uma no Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat).
Além das drogas, que somaram 129 gramas, a visitante do Ipat também levava em seus pertences uma quantia de R$ 43, um preservativo, uma carteira de cigarro e um aparelho celular.
Todas tiveram o material ilícito apreendido e o cancelamento do cadastro de visitantes. Em seguida, foram encaminhadas para a delegacia.

Comentarios