Moradores reclamam de assaltos constantes em UBS, na Cidade Nova

Em um dos assaltos na UBS, um homem armado ameaçou moradores e servidores que foram rendidos tendo que entregar objetos pessoais e valores. | Foto: Thassio Pierre

Moradores do Conjunto Boas Novas, bairro Cidade Nova, zona norte da capital, reivindicam policiamento ostensivo na área. Os comunitários relatam que o alvo principal dos bandidos é a Unidade Básica de Saúde N50.

O caso mais grave aconteceu em 2018, quando dois homens anunciaram o assalto no interior da unidade. Um deles, portando arma de fogo, ameaçou usuários e servidores que foram rendidos tendo que entregar objetos pessoais e valores. “Uma dentista teve seu veículo roubado e muitos pacientes foram ameaçados e humilhados. O clima é de medo aqui na comunidade Boas Novas”, disse o morador Miro Pereira, 54.

Miro afirmou que várias solicitações já foram encaminhadas para o comando da Polícia Militar, mas que não teve nenhuma resposta e isso vem prejudicando o atendimento médico, pois os médicos e dentistas estão pedindo transferência da unidade. “A Semsa nos ofereceu todo o apoio necessário para um bom atendimento médico. Até um vigia já foi disponibilizado para a segurança patrimonial, mas a comunidade exige e pede o policiamento ostensivo no local”, afirmou.

Outro episódio aconteceu no início deste ano, durante a madrugada. Os compressores de dois aparelhos de ar-condicionado foram furtados. A dona de casa Maria de Lourdes, 55, afirmou que é obrigada a vir à unidade para realizar um curativo, mas que o medo é constante. “Quando acontece esse tipo de situação, os atendimentos são suspensos e isso dificulta para todos nós que temos que ir à Policlínica Danilo Corrêa”, disse a moradora.

Conforme a Secretaria Municipal de Saúde, em 2018, foram 79 ocorrências, sendo 19 na zona leste, 30 na zona norte, 28 na zona oeste e 2 na zona sul.

Por D24AM

 

Comentarios

COMPARTILHAR