Mistério envolve morte de garoto no Alvorada

Luiz Fernando começou a ter crises de vomito no último domingo (25) - Foto: Marcelo Cadilhe

Da Redação – Por volta das 2h50 deste sábado (31), o garoto Luiz Fernando Marques Paixão, 10, faleceu no Serviço de Pronto-Atendimento (SPA) do Alvorada, zona centro-oeste, por causa “desconhecida”. Familiares informaram que ele já vinha apresentando mal-estar desde o último domingo (25) quando participava de um culto evangélico e começou a vomitar.

Na última segunda-feira (26), notando que o filho não apresentava nenhuma melhora, a dona de casa Elisângela Maria procurou atendimento na unidade de saúde daquele bairro, onde foi medicado e mandado de volta para casa.

No dia de ontem (30) voltou a ter uma piora em seu quadro de saúde e foi conduzido novamente ao SPA sentindo frio, tremor pelo corpo e vomitando. Durante o tempo que esteve na unidade foi atendido por um grupo de três médicos que não conseguiram diagnósticar o que ele tinha, acabando por falecer na madrugada de hoje.

A unidade de saúde solicitou a presença de peritos do Instituto Médico Legal (IML) no local objetivando descobrir a causa do óbito, mas informaram que não iriam por tratar-se de morte “natural”. Os familiares ouviram do médico que assinou o atestado que não se tratava de morte natural.

O corpo de Luiz Fernando foi velado neste sábado na Igreja Assembleia de Deus, no Alvorada 1, e sepultado no cemitério de Nossa Senhora Aparecida.

Até o momento a Secretaria de Saúde do Amazonas (Susam) não se manifestou sobre o assunto.

Comentarios