Mais de 40 trabalhadores morrem em incêndio em fábrica em Nova Déli

Uma mulher chora enquanto espera do lado de fora do necrotério para receber o corpo de seu parente que morreu no incêndio ─ Foto: Adnan Abidi/Reuter

Pelo menos 43 pessoas morreram neste domingo (8) no incêndio de uma fábrica em Nova Déli, segundo um balanço provisório que ainda pode aumentar, informou a polícia local. Vítimas eram trabalhadores que dormiam no local.

O incêndio começou nas primeiras horas da manhã em um antigo distrito da capital indiana. Além do número de mortos em 43, pelo menos 16 pessoas foram hospitalizadas, segundo Monika Bhardwaj, assistente do comissário de polícia encarregado do distrito norte de Nova Délhi.

As vítimas são “trabalhadores que dormiam dentro deste prédio com quatro ou cinco andares”, disse Sunil Choudhary, vice-chefe dos bombeiros de Nova Délhi.

Pelo menos 58 pessoas foram resgatadas pelos serviços de resgate, segundo um chefe de bombeiros.

Os bombeiros explicaram que o acesso ao Sadar Bazaar, um grande mercado atacadista pouco iluminado da capital, era muito difícil.

O edifício estava cheio de mochilas escolares e materiais de embalagem, disseram eles, dizendo que não sabiam a causa do incêndio.

As emissoras de TV transmitiam imagens de bombeiros transportando moradores das ruas estreitas para veículos de emergência estacionados nas proximidades.

Dormitórios para os trabalhadores pobres

“Os bombeiros concluíram as operações de resgate, não há outras vítimas no local, ainda não sabemos se as causas do incêndio foram agravadas pela presença de sacolas plásticas, sacolas e outros materiais “, disse Bhardwaj.

“A maioria das pessoas estava dormindo no momento em que o incêndio começou e morreu de asfixia”, disse ela.

Em muitas grandes cidades indianas, fábricas e pequenas unidades industriais estão localizadas em bairros antigos e apertados, onde o preço dos imóveis é mais baixo.

À noite, esses prédios costumam servir de dormitório para os trabalhadores pobres, a maioria deles migrantes, que economizam dinheiro dormindo no local de trabalho.

A falta de planejamento e deficiências na aplicação das normas de construção e segurança geralmente resultam em tais fatalidades.
Esse incêndio “é particularmente atroz, e meus pensamentos estão com aqueles que perderam entes queridos”, disse o primeiro-ministro Narendra Modi no Twitter.

“Desejando uma rápida recuperação dos feridos, as autoridades estão prestando toda a ajuda possível no local da tragédia”, acrescentou.

Arvind Kejriwal, chefe do executivo local, descreveu o drama como “notícias muito, muito trágicas”.

*Com informações da AFP

 

Comentarios