Locutora é agredida por diretor de rádio e ouvintes chamam a polícia

Diretor de programa esqueceu de cortar transmissão antes de entrar no estúdio e gritar, arremessando objetos e equipamentos. Polícia foi acionada.

O diretor de uma rádio de San Juan, na Argentina, agrediu uma locutora da emissora, enquanto ela apresentava um programa ao vivo. A situação acabou vazando no áudio, a ponto de os próprios ouvintes fazerem chamados para a polícia, pedindo ajuda.

Segundo o Clarín, o episódio aconteceu na segunda-feira, ao meio-dia, em um estúdio da rádio Bohemia. A locutora Claudia Vázquez conduzia o programa Las Mañanitas e realizava um sorteio quando Rodolfo Ridao, proprietário da emissora, entrou no estúdio e começou a gritar e insultá-la.

Ele afirmou que Vázquez falou mal de sua mulher, no ar.

“Ele bateu com o punho na porta, jogou os equipamentos no chão, me agarrou pelos braços e me arranhou”, relatou a locutora, sobre o ocorrido.

Por erro do próprio Riado, que se esqueceu de cortar o áudio antes de entrar no estúdio, o incidente foi transmitido ao vivo, e suas ameaças puderam ser ouvidas por todos.

“Você está com pessoas boas demais para você, infeliz. O que você quer dizer para deixá-la mal? Você nem chega à sola dos seus sapatos, seu lixo. Que merda você tem que falar e por quê as fala?”. Ele ainda a ameaça: “Eu te dei minha vida, eu fiz a merda que você é agora. Você não acha que eu vou fazer merda com você?”.

Quando a locutora conseguiu deixar o local, já havia polícia na porta. O agressor será denunciado por agressão, além de ter de manter afastamento físico em relação à vítima.

Vázquez explicou ao Diario de Cuyo que a rádio sempre teve problemas nos bastidores, pelas finanças envolvendo publicidade e o envolvimento da mulher do empresário. “Eles sempre tiveram problemas, em todos estes oito anos em que estou na rádio, e todos sabiam disso”.

“Não sou a única que recebia hostilidades dele. Todos os meus companheiros viveram situações similares, mas não denunciaram. Eu passei por isso porque sempre fui a única que me confrontei com ele”, concluiu.

 

Comentarios