Limpeza de igarapés ganha reforço com 12 equipamentos

Foto: Alex Pazuello/Semcom

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, apresentou nesta segunda-feira, 19/8, o conjunto de 12 equipamentos utilizados na limpeza de igarapés. Acompanhado da primeira-dama e presidente do Fundo Manaus Solidária, Elisabeth Valeiko Ribeiro, e do secretário municipal de Limpeza Urbana, Paulo Farias, o prefeito foi até a praia do Complexo Turístico Ponta Negra, zona Oeste da cidade, onde o maquinário estava atracado na beira do rio.

Ao todo, duas balsas, dois empurradores, duas escavadeiras hidráulicas, uma embarcação autopropulsora, tipo carga geral, e cinco botes com motores de popa já estão sendo utilizados pela Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp) para a coleta fluvial de resíduos nas margens de rios e igarapés de Manaus.

“Volto a pedir à população para que não jogue lixo nos igarapés, porque essa é uma das modalidades mais caras da limpeza. Se torna um dinheiro jogado fora, se pensarmos que é um lixo que não deveria estar nos igarapés. Esse dinheiro poderia ser investido em outra ação em beneficio da nossa cidade”, destacou o prefeito Arthur Neto.

O serviço de limpeza pública atua todos os dias em Manaus, atendendo, em média, 36 igarapés por mês. Quase 880 toneladas de resíduos são retiradas mensalmente dos rios, um dos mais onerosos realizados pela Semulsp, a um custo de quase R$ 1 milhão aos cofres municipais, a cada 30 dias.

Os equipamentos mais pesados, como empurradores, balsas e as escavadeiras hidráulicas, percorrem a orla da cidade todos os dias, passando inclusive pelas 13 comunidades rurais atendidas pela Prefeitura de Manaus. Já os botes e barcos menores são utilizados em igarapés mais estreitos e rasos, como a maioria que corta a cidade. No acumulado de janeiro a junho, já foram retiradas mais de 5,3 mil toneladas de lixo dos rios e igarapés locais.

“É um serviço bastante diferenciado e importante para a capital. A prefeitura busca uma vez por semana os resíduos domiciliares em 13 comunidades da zona ribeirinha, distantes da área urbana da cidade. É um trabalho muito importante para os moradores dessas áreas, que merecem a mesma dignidade em limpeza pública oferecida na área urbana”, ressaltou o secretário da Semulsp, Paulo Farias.

Dragagem de igarapé 

Seguindo os trabalhos de limpeza e infraestrutura pela cidade, ainda nesta segunda-feira, o prefeito Arthur Neto acompanhou de perto o trabalho de dragagem realizado pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) no igarapé dos Franceses, na comunidade Parque das Nações, zona Norte.

No local, está sendo realizada a dragagem em uma extensão de um quilômetro de igarapé. O serviço é essencial para evitar que as águas transbordem em período de fortes chuvas.

“A gente não draga apenas no inverno, em período de chuva. É um trabalho que dura o ano inteiro, sobretudo no verão, quando o rio está seco, como forma de prevenção a futuros problemas que possam ocorrer. Além da dragagem, trabalhamos com serviços para evitar erosões. Manaus está a cada ano mais resiliente”, finalizou o prefeito.

 

Comentarios