Irmãs são acusadas de terem decapitado traficante, na Zona Norte

Irmãs de 19 e 15 anos seriam soldados do tráfico. | Foto: Divulgação

Duas irmãs, de 19 e 15 anos, foram apreendidas na manhã desta sexta-feira (5), no bairro Lago Azul, na Zona Norte de Manaus, pelas equipes da Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai). As irmãs foram condenadas pela morte de um traficante no dia 3 de dezembro de 2017, no conjunto residencial Viver Melhor, no bairro Santa Etelvina, Zona Norte.

De acordo com a delegada Elizabeth de Paula, tiular da Deaai, as irmãs seriam soldados do tráfico, e o traficante que as irmãs ajudaram a matar era conhecido apenas como “Balotelli”, envolvido com o tráfico de drogas na região. Segundo a delegada, Balotelli foi decapitado: o corpo foi encontrado em um balneário, e a cabeça foi encontrada em uma das quadras do Viver Melhor.

“As irmãs seriam soldados do tráfico e ajudaram na morte da vítima, encomendada por um traficante da área. Elas foram localizadas por volta das 9h desta sexta-feira (5), na casa onde moravam, situada na rua Macaúba, segunda etapa do Conjunto Viver Melhor, bairro Lago Azul, zona norte de Manaus. A ordem judicial em nome delas foi expedida no dia 14 de março deste ano, pelo juiz Eliezer Fernandes Júnior, do Juizado da Infância e da Juventude Infracional (Jiji)”, informou Elizabeth de Paula.

As irmãs irão responder por ato infracional análogo ao crime de homicídio. Após os procedimentos na especializada, elas serão levadas ao Centro Socioeducativo de Semiliberdade, situado na alameda A do Conjunto Álvaro Neves, segunda etapa do bairro Dom Pedro, zona centro-oeste da capital, onde irão cumprir medidas socioeducativas.

*Com informações da assessoria

 

Comentarios