Invasores são detidos e autuados por desmatamento e queimadas no Km 1 da BR-174

Foto: Divulgação

Uma operação conjunta, realizada quinta-feira, 5/12, resultou na prisão de quatro invasores flagrados cometendo crimes ambientais em Área de Preservação Permanente (APP), em um terreno particular, situado no Km 1, da BR-174 (Manaus – Boa Vista), próximo da comunidade 23 de Setembro.

A ação realizada pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), contou com a participação do Grupo Integrado de Prevenção às Invasões em Áreas Públicas (Gipiap), Batalhão de Policiamento Ambiental e policiais militares e civis do 20º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

A partir de vestígios encontrados no local, os fiscais contabilizaram na área mais de dez focos de queimada de grande porte. A fumaça proveniente da queima de vegetação vinha causando incômodo diariamente aos moradores de conjuntos residenciais situados nas proximidades.

De acordo com o diretor de Fiscalização da Semmas, Enéas Gonçalves, os impactos ambientais causados na área levaram os órgãos de controle e fiscalização a entrarem no terreno. “O próximo passo é identificar o proprietário e orientá-lo a tomar as medidas judiciais cabíveis, para reaver a posse da área e evitar maiores danos”, afirmou Enéas.

Por conta das intervenções de desmatamento em área de preservação permanente e da queima de resíduos, os quatro invasores flagrados no local foram autuados, cada um, em 502 Unidades Fiscais do Município (UFM), o correspondente a R$ 52 mil.

“Todos os autuados já são moradores de uma área de invasão consolidada, a comunidade 23 de Setembro, e a intenção deles é de expandir os domínios da ocupação irregular, invadindo terrenos próximos”, explicou o diretor de Fiscalização da Semmas.

Comentarios