Internado há um ano, jovem baleado em tiroteio morre no João Lúcio

Vítima era finalista do curso de odontologia, mas teve os sonhos interrompidos ao ser atingido com dois tiros enquanto retornava da faculdade | Imagem: Reprodução/Facebook

Morreu por volta das 2h45 desta segunda-feira (14), o universitário Claymer Fernandes Montenegro, de 21 anos. O jovem ficou tetraplégico após ser atingido com dois tiros enquanto voltava para casa, no dia 15 de agosto de 2018, no Beco do Carneiro, rua Leonardo Malcher, bairro Nossa Senhora da Aparecida, Zona Sul de Manaus.

O jovem estava internado há quase um ano e três meses na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio.

Claymer era finalista do curso de odontologia, mas teve os sonhos interrompidos enquanto retornava da faculdade. Ele foi surpreendido por traficantes que perseguiam e atingido com tiros na coluna vertebral e pulmão. Devido aos ferimentos, ele passou a respirar com a ajuda de aparelhos.

Em julho deste ano, familiares e amigos criaram uma campanha na internet para adquirir um equipamento respiratório, avaliado em R$ 35 mil. O objetivo era montar uma UTI na casa do universitário e tirá-lo do hospital.

O velório do jovem está sendo realizado na funerária Imperial, na rua Luiz Antony, no bairro Centro, Zona Sul de Manaus.

Por EM TEMPO

 

Comentarios