Hospital de campanha recebe reforço de recém-formados da UEA

Foto: Mário Oliveira / Semcom

O hospital de campanha municipal Gilberto Novaes, mantido pela Prefeitura de Manaus em parceria com o grupo Samel e o instituto Transire, no Lago Azul, na zona Norte, vai receber o reforço de novos profissionais de saúde recém-formados pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA), dos cursos de enfermagem, farmácia e medicina. Ao todo, 108 acadêmicos tiveram a formatura antecipada, sendo 75 médicos, 17 enfermeiros e 16 farmacêuticos.

“Agradeço ao reitor Cleinaldo Costa e ao governo do Estado, que permitiu essa antecipação da formatura. São profissionais que foram preparados e que agora vão para a guerra contra o novo coronavírus. Eles vão se juntar aos demais profissionais do hospital de campanha, que vem fazendo um belo trabalho dirigido pelo Ricardo Nicolau, e vão nos ajudar a salvar mais vidas. Somando as forças, nós vamos combater e vencer o novo coronavírus”, disse o prefeito Arthur Virgílio Neto.

Os profissionais de saúde serão absorvidos na Escola de Saúde Pública (Esap), aderindo ao Programa Mais Saúde Manaus (Promais), da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). Dos 108 acadêmicos, 57 já haviam aderido ao Promais e outros 25 médicos estão com a adesão agendada.

“Esses profissionais farão parte, na qualidade de bolsistas, do projeto de Extensão em Serviços de Saúde, com participação no curso de Aperfeiçoamento em Saúde, envolvendo, ainda, imersão nos serviços pelo período de seis meses, com atuação efetiva no enfrentamento do novo coronavírus, causador da Covid-19”, destacou o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi.

Os novos profissionais chegarão ao mercado, para reforçar as equipes do hospital de campanha municipal Gilberto Novaes e das 14 unidades básicas de Saúde preferenciais e demais serviços de saúde do município, que estão atuando na situação de emergência.

Recursos humanos

Desde o anúncio da pandemia do novo coronavírus, pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a Prefeitura de Manaus vem adotando medidas para proteger a população e enfrentar a doença. Uma delas foi a convocação de mais de 400 profissionais, entre enfermeiros e técnicos de enfermagem, para assinar contrato temporário de seis meses e atuar na linha de frente do combate à pandemia de Covid-19. Dos 402 convocados, 111 são enfermeiros e o restante (291) são técnicos de enfermagem. Desses, cem enfermeiros e 263 técnicos de enfermagem vão atuar no hospital de campanha municipal Gilberto Novaes.

Os demais foram distribuídos na Estratégia Saúde da Família (ESF), reforçando o combate ao novo coronavírus nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs). A Prefeitura de Manaus também abriu processo seletivo para selecionar mais 32 médicos bolsistas, além de cadastro reserva. Os selecionados trabalham com carga horária de 40 horas por semana, com bolsa no valor de R$ 11 mil.

Além disso, A Prefeitura de Manaus abriu, entre os dias 20 e 22 de abril, Edital de Chamamento Público para a contratação temporária de 320 profissionais de saúde nas funções de farmacêutico, fisioterapeuta, técnico em patologia clínica e técnico em enfermagem. Eles terão contrato de seis meses de duração e irão atender as necessidades da Semsa, no enfrentamento ao novo coronavírus, causador da Covid-19.

Nesse processo, foram oferecidas 70 vagas para técnico em patologia, sendo quatro para Pessoa com Deficiência (PcD) e 230 vagas para técnico em enfermagem (12 para PcDs), em regime de trabalho de 40 horas, com salários de R$ R$ 2.667,85. No caso de fisioterapeutas, com 30 horas de trabalho, e farmacêuticos, com regime de 20 horas, são dez vagas para cada função e salário de R$ 6.235,21. Os classificados irão trabalhar nos Estabelecimentos Assistenciais de Saúde (EAS) da Semsa.

Comentarios