Fredy Guarín, ex-Vasco, é preso acusado de violência doméstica

Guarín no treino do Vasco — Foto: André Durão

O volante colombiano Fredy Guarín, do Millonarios, foi preso pela polícia de Medellín após uma briga doméstica. Segundo o jornal colombiano “El País”, Guarín foi conduzido pelos policiais em aparente estado de embriaguez, após a denúncia feita pelos familiares do jogador, que o acusam de ter agredido o próprio pai, entre outros parentes.

Após disputar o Brasileiro de 2019 pelo Vasco, Guarín deixou o clube carioca em setembro de 2020, tendo feito apenas três partidas ano passado, todas antes da paralisação da temporada, em março.

De volta ao futebol colombiano após 16 anos, o volante fez até agora sete partidas pelo Millonarios, mas faltou ao treino da última segunda-feira, devido a problemas pessoais. Quando deixou o Vasco, o jogador de 34 anos também alegou questões pessoais para rescindir o contrato.

O Millonarios ainda não se pronunciou sobre o caso, mas Guarín já vinha recebendo críticas da torcida e da imprensa colombiana pelo aparente excesso de peso neste início no novo clube.

Comentarios