Flanelinha é preso por estuprar o enteado durante 7 anos

Exames solicitados pela Polícia Civil comprovaram os estupros e o padrasto foi preso no bairro São José | Foto: Josemar Antunes

Um flanelinha de 32 anos foi preso, na manhã desta terça-feira (15), e apresentado no 30° Distrito Integrado de Polícia (DIP), pelo crime de estupro de vulnerável. O homem, conforme a polícia, abusava sexualmente do enteado desde os sete anos. Atualmente, a vítima está com 14 anos.

A prisão ocorreu por volta das 10h, em uma feira municipal no bairro São José Operário 2, na Zona Leste da capital amazonense. O mandado de prisão temporária, por estupro de vulnerável, foi expedido no dia 13 de outubro deste ano, pelo juiz George Hamilton Lins Barroso do Plantão Criminal.

De acordo com o delegado Torquato Mozer, titular da unidade policial, as investigações iniciaram após a vítima denunciar para as irmãs os estupros. Diante da confissão, elas formalizaram o caso no 30° DIP. Exames de conjunção carnal e coito anal, solicitados pela autoridade policial, confirmaram os abusos sofridos pelo adolescente.

“É um caso de relato no meio familiar, que trouxe à tona a denúncia de um padrasto acusado de manter relação sexual com o enteado. Todos os depoimentos constam no inquérito policial e apontam para o crime. Os laudos de exames de conjunção carnal e coito anal confirmaram os abusos. O comportamento da vítima também era agressivo por conta dos abusos sofridos”, disse a autoridade policial.

Além de abusar do enteado, o guardador de carros também tentou estuprar a enteada quando tinha 14 anos. Atualmente, a jovem tem 21 anos. Os abusos aconteciam na casa da família, no bairro Jorge Teixeira, Zona Leste.

O homem foi indiciado por estupro de vulnerável. Ao término dos procedimentos cabíveis no 30° DIP, ele será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), no quilômetro 8 da BR-174, onde ficará à disposição da Justiça.

Por EM TEMPO

 

Comentarios