Final da Série D na Arena da Amazônia tem proibição de objetos e regulamentações; confira

Imagem: Reprodução

Torcedores que garantiram ingresso para acompanhar neste domingo (18) a final entre Manaus Futebol Clube e Brusque pela Série D do Campeonato Brasileiro devem ficar atentos quanto aos objetos que podem ou não podem ser levados ao estádio. Ao todo, dez itens compõem a lista que segue regras do Estatuto do Torcedor, parte de uma portaria da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) em vigor desde 2014.

A relação de objetos proibidos vai desde guarda-chuvas até capacetes. Confira abaixo a listagem completa:

  • Lançadores ou arremessadores de qualquer tipo de substância com hastes contundentes ou perfurocortantes;
  • Guarda-chuvas;
  • Mastros de bandeiras;
  • Substâncias explosivas ou pirotécnicas;
  • Recipientes com aerossol;
  • Garrafas, copos ou qualquer outro objeto de vidro ou alumínio;
  • Dardos;
  • Martelos;
  • Seringas;
  • Capacetes ou outros itens que possam lesionar terceiros em casos de briga;
  • Armas de fogo ou armas brancas.

No caso de instrumentos musicais, os portadores precisam apresentar documentos de propriedade e de quem irá utilizar, além de fazer um comunicado ao Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) com sete dias de antecedência.

Policiais e outros agentes de segurança que estarão no local para acompanhar o evento devem portar os documentos de regularidade do armamento e se apresentar aos responsáveis pelas barreiras de fiscalização.

Produtos à venda

Produtos poderão ser vendidos no entorto do estádio somente com regulamentação da Prefeitura. Aos torcedores, a Lei 4.782/2019 permite a entrada de bebidas e alimentos dentro de estádios para consumo pessoal, exceto bebidas alcoólicas. Os itens precisam estar em embalagens plásticas. Não é permitida a comercialização de alimentos ou bebidas

Estabelecimentos e eventos patrocinados poderão restringir o acesso de pessoas com alimentos de marcas concorrentes.

Reforço na segurança

Mais de 800 policiais militares estarão no perímetro de segurança ao redor da Arena da Amazônia. De acordo com a SSP, equipes também estarão à paisana para coibir cambistas e tentativas de extorsão.

Por G1

Comentarios