Filha de governador paraguaio e mais 3 pessoas são executadas neste sábado

Vítimas foram mortas na manhã deste sábado em Pedro Juan Cabalero. (Foto: ABC Color)

Na manhã deste sábado (9), por volta das 6h30, quatro pessoas foram mortas com tiros de pistolas e rifles em Pedro Juan Caballero, na fronteira com Ponta Porã. Duas pessoas ficaram feridas, entre elas, uma jovem brasileira que ainda não foi identificada. As informações são do Campo Grande News.

Dos quatros mortos, apenas dois tiveram a identidade revelada, sendo Osmar Vicente Álvarez Grance, de 32 anos, e Haylée Caroline Acevedo, de 21 anos, que é filha do governador de Amambay (PY), Ronald Acevedo.

Conforme apurado pelo site ABC Color, as vítimas haviam acabado de sair de uma festa e estavam em um carro branco aguardando para embarcarem. Os pistoleiros se aproximaram em outro carro e atiraram.

Responsável pela investigações, o comissário Jorge Vidallet afirmou ao ABC Color que um dos assassinados, Osmar, era envolvido com o tráfico de drogas. Câmeras de segurança próximas ao local do atentado serão verificadas. Ainda segundo o comissário, ao redor do caminhão que as vítimas embarcariam foram encontrados várias cápsulas de rifle.

Segundo caso

Vereador deixa esposa e três filhos, uma das crianças, uma menina, completou 3 anos na sexta-feira. (Foto: Reprodução)

O fim de semana começou mais sangrento que a média na fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai. Ontem, a violência foi também no lado brasileiro.

O vereador Farid Afif (DEM) foi assassinado em frente a uma concessionária, no começo da noite de sexta-feira (08), em Ponta Porã. A execução ocorreu na véspera do aniversário da filha mais nova do vereador.

A suspeita inicial da polícia é de que a vítima tenha sido alvo de disparos de pistola calibre 45. No entanto, ainda não há detalhes da dinâmica do crime ou a confirmação de quantos tiros atingiram o vereador.

 

Comentarios