Família mata e mutila namorado de filha por não aceitar relação

O crime foi em março deste ano. | Foto: Josemar Antunes

Douglas Jhonathan dos Santos Nogueira, de 24 anos, Leidimar dos Santos Nascimento, de 35 anos, e Maurício dos Santos Nogueira, de 37 anos, foram presos por envolvimento na morte e mutilação de Ismael Calisto Júnior, de 17 anos. As três pessoas são membros de uma mesma família e a prisão deles ocorreu por volta das 9h da última sexta-feira (22). Na ocasião, eles estavam acompanhados de um advogado de defesa. Conforme apontam investigações, o assassinato do adolescente foi motivado por briga.

O corpo do adolescente foi encontrado por populares na manhã do dia 11 de março deste ano, na rua Jardim Olinda (antiga rua J7), próximo a um canteiro de obras, no loteamento Águas Claras, bairro Novo Aleixo, Zona Norte de Manaus. O jovem apresentava sinais de agressão física, lesões causadas por golpes de terçado e atropelamento. A mão direita da vítima foi decepada.

O sobrinho e os tios foram apresentados durante coletiva de imprensa na manhã desta sexta-feira (29). De acordo com o delegado Paulo Martins, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), responsável pelas investigações, o crime foi motivado por desentendimento entre Ismael e Maurício em um bar.

“Logo após o crime, por meio das investigações chegamos até um dos acusados. Ele teria confessado o homicídio para uma pessoa, e foi essa pessoa que foi chamada para depor na delegacia e confirmou a versão. Depois de identificar o suspeito, Maurício confessou o crime em depoimento. Ele e a esposa não aceitavam que a filha deles, uma adolescente de 15 anos, namorasse com Ismael. O casal ainda chegou a discutir com a vítima”, informou o delegado.

“Depois da confusão, Maurício e Leidimar foram ingerir bebidas alcoólicas com outros parentes, entre eles Douglas. Horas depois, eles seguiram para a casa de Ismael, onde a vítima foi agredida e colocada desacordada em um veículo. Em determinado momento, Ismael acordou e travou luta corporal com os acusados. Ao tentar pular do carro em movimento, Ismael teve a mão arrancada e morto com várias facadas”, concluiu.

O delegado Paulo Martins destacou que “tanto a vítima quanto os autores possuem envolvimento com o tráfico de drogas. Porém, inicialmente, em depoimento, eles negaram o crime”. Outras duas pessoas estão sendo procuradas por participação no assassinato.

Maurício, a mulher dele, Leidimar, e o sobrinho do casal, Douglas, foram indiciados por homicídio. Os dois homens serão encaminhados ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM) e Leidimar será levada para o Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF). Os três ficarão à disposição da Justiça nas unidades prisionais situadas no quilômetro 8 da BR-174.

Por EMTEMPO

 

Comentarios