EUA pedem suspensão da vacina da Johnson & Johnson por causa de coágulos

A vacina contra a Covid-19 da Johnson & Johnson será temporariamente suspensa depois de terem sido registrado seis casos de doentes que desenvolveram coágulos sanguíneos cerca de duas semanas após a imunização, anuncia o New York Times nesta terça-feira. A decisão foi tomada pelo regulador do medicamento (FDA) e pelo Centro para Prevenção e Controle de Doenças (CDC).

Todos os seis casos em estudo – entre sete milhões de pessoas vacinadas com o fármaco no país – são de pacientes entre os 18 e os 48 anos de idade. Uma mulher morreu e outra está em estado crítico, no Nebraska.

A farmacêutica Janssen, do grupo Johnson & Johnson, começou nesta segunda-feira a entregar a vacina de dose única União Europeia.

Comentarios