Em Tabatinga, médico e namorada sofrem tentativa de homicídio

Até o momento ninguém foi preso e nem o que teria motivado o crime. ─ Imagem: Reprodução

Um médico de 44 anos e a namorada foram vítimas de uma tentativa de homicídio na noite deste domingo (12) no município de Tabatinga, a 1.106 Km de Manaus. Rogelio Alonso Campuzano Cachaya e a companheira saíam da clínica onde ele trabalha quando o crime ocorreu.

A tentativa foi registrada às 21h30 na Rua Osvaldo Cruz, no Bairro Comunicações. O casal foi abordado por um homem, ainda não identificado, que disparou diversas vezes contra o casal.

Segundo a Polícia Militar, três tiros acertaram o médico, sendo dois na cabeça e um no ombro. A namorada dele foi atingida com um tiro de raspão no braço. Ambos foram socorridos para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Ao ter o quadro de saúde estabilizado na UPA, o médico foi transferido ao Hospital de Guarnição de Tabatinga (HGuT). Foi necessário que a Polícia Militar fizesse a segurança durante a remoção do paciente e próximo a unidade de saúde do Exército Brasileiro.

O médico passou por exame de tomografia na cidade colombiana de Letícia. Para a Rede Amazônica, o advogado da família informou que, apesar da gravidade dos ferimentos, a vítima tem reagido bem ao tratamento.

A delegada da Polícia Civil de Tabatinga, Mary Anne Trovão, esteve no local e disse que a Policia Civil investiga o caso. Até o início da manhã desta segunda-feira (13), ninguém foi preso.

O médico foi candidato a deputado estadual em 2018 pelo Partido da Mobilização Nacional (PMN). Na época, ele teve 17.157 votos, apesar da expressiva votação, não chegou a ser eleito.

FONTE: G1

Comentarios