Em Nhamundá, Prefeito leva surra de Vice após descobrir que filho foi exonerado

Nenê Machado vai pedir a cassação de Manteigão, após a agressão sofrida.

Nesta sexta-feira (10), o clima literalmente fechou lá pelas bandas de Nhamundá (cerca de 375 quilômetros da capital) após o prefeito Gledson “Nenê Machado” Paulain e o vice Cleudo “Manteigão” Tavares saírem no braço dentro do gabinete da Prefeitura. Funcionários que estavam na hora da confusão relatam que a gritaria foi grande e alguns móveis foram destruídos no duelo entre os líderes do executivo local.

As testemunhas também informaram que o prefeito “Nenê” levou a pior, ficando com o rosto bastante desfigurado, tendo, inclusive, registrado um B.O. no 39º Distrito Policial contra seu opositor.

O estopim

Indagado sobre o que motivou a briga, Nenê Machado revelou que tudo teria sido motivado pela demissão do filho de “Manteigão”, chamado Cleuberte Tavares, após uma determinação do Ministério Público Estadual (MPE-AM) e recomendação do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) para encerrar o contrato de todas as pessoas que atuam na Prefeitura, mas não são concursadas e também se tivesse parentes do 1º e 2º grau.

“Vou pedir a cassação dele aos vereadores, pois isso não é comportamento de um homem público”, afirmou o Prefeito. Até o fechamento desta edição, o Vice-Prefeito Cleudo Tavares não quis se pronunciar pelo ocorrido.

 

Comentarios