Covid-19 deixa de ser a principal causa de morte no Brasil

Foto: Alex Pazuello/Prefeitura de Manaus

Após 18 meses de pandemia – e com o avanço na vacinação contra o novo coronavírus – a covid-19 deixou de ser a principal causa de morte no Brasil desde a segunda quinzena de outubro.

Dados obtidos através dos cartórios de registro civil e disponibilizados pela Associação dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen Brasil) mostram que as doenças cardiovasculares voltaram a ocupar o topo no ranking de óbitos no país – o que não ocorria desde abril de 2020.

Entre 16 e 31 de outubro, dados dos cartórios mortam que o acidente vascular cerebral (AVC) causaram 4.220 mortes. Já o infarto ceifou 4.176 vidas e causas cardíacas inespecíficas levaram 4.107 a faleceram. A coid-19, no período, matou 3.605 brasileiros.

O avanço na vacinação no Brasil está diretamente relacionada com a queda no número de mortes. Segundo Vera Magalhães, infectologista e doutora em doenças tropicais da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), a “vacina é uma ferramenta fundamental para prevenção das doenças infecciosas. O principal objetivo das vacinas atualmente é prevenir os casos graves de hospitalização e óbitos, o que está ocorrendo”.

As informações são do portal Uol e IG.

Comentarios