Congresso Pan-Amazônico abordará acesso universal à anestesia segura

O evento é uma das atividades científicas paralelas ao 5° Congresso Pan-Amazônico de Oncologia

O acesso universal à anestesia segura, com seus avanços e desafios, será um dos assuntos tratados durante a XI Jornada Amazonense de Anestesia e Dor (Joama). O evento é uma das atividades científicas paralelas ao 5° Congresso Pan-Amazônico de Oncologia, que acontece de 17 a 20 de setembro, no Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques, na avenida Constantino Neri, 5.001, bairro Dom Pedro.

O Pan-Amazônico de Oncologia é uma iniciativa da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon) e reunirá diversos outros eventos científicos, como, por exemplo, o V Congresso de Enfermagem Oncológica, o II Congresso de Cuidados Paliativos do Amazonas, e o II Fórum Multidisciplinar de Câncer de Colo de Útero e Lesões Precursoras.

A presidente da Associação de Anestesiologia do Estado do Amazonas (Assaeam), Chang Yen Yin, explicou que a Jornada de Anestesiologia será no último dia de Congresso – no dia 20, das 8h às 17h. Ela ressaltou que o encontro, que tem acontecido nos anos ímpares, em parceria com o Pan-Amazônico da FCecon, tem dado certo e obtido bons resultados.

Temas atuais – Segundo Yen Yin, a Joama colocará em pauta temas atuais da Anestesiologia e da Dor no âmbito dos desafios e avanços, uma vez que terá convidados de renome nacional e local. “Os painéis e as mesas estão com temas muito interessantes, dentre eles: ‘Dor aguda em paciente com dor crônica: avanços no manejo’, ‘Anestesia para cirurgia de parede torácica e abdominal: novos bloqueios regionais’ e ‘Anestesia no trauma: evidências e desafios em ambiente de pouco recurso’”, destacou.

A médica anestesiologista pontuou que a anestesia e a dor estão sempre presentes nas cirurgias oncológicas e não oncológicas, seja no tratamento da dor aguda ou crônica, acompanhando o paciente. Ela lembrou que diariamente são feitas cirurgias eletivas ou de urgência, por isso os avanços da Anestesia recaem para os desafios do dia a dia e merecem atenção porque envolvem a segurança do paciente.

Programação científica – De acordo com a chefe do serviço de Cuidados Paliativos da FCecon, Mirlane Guimarães de Melo Cardoso, toda a programação científica da jornada de Anestesiologia foi pensada e discutida com a direção científica. Assim, o que será tratado ao longo do evento são temas do cotidiano do médico anestesiologista.

Doutora em Farmacologia pela Universidade Federal do Ceará (UFC), Mirlane Cardoso apresentará no primeiro dia do evento, às 9h40, a palestra “Compreendendo o sistema endocanabinóide: um novo alvo terapêutico para dor”.

 

Comentarios