Câmara afirma que é falsa a notícia sobre reajuste no salário dos vereadores

"Deixei claro que seria contra, caso fosse apresentado algum projeto nesse sentido. Algo que não aconteceu”, disse o presidente em exercício, Hiram Nicolau

As notícias de que a Câmara Municipal de Manaus (CMM) pretende aumentar o salário dos vereadores, ainda este ano, foram desmentidas nesta quarta-feira (22), pelo presidente em exercício da Casa Legislativa, Hiram Nicolau (PSD) e por outros vereadores, que se pronunciaram durante a sessão plenária, tratando o assunto como notícia falsa (fake news).

Mesmo sem ter os vencimentos reajustados há aproximadamente oito anos, os parlamentares foram enfáticos em desmentir a informação, explicando que, além de não haver nenhum projeto nesse sentido, a medida só iria contrapor todo o trabalho feito até agora, no enfrentamento aos efeitos negativos causados pela pandemia do novo coronavírus.

Questionados nas redes sociais e até nas ruas, os vereadores fizeram questão de esclarecer a situação, principalmente depois que o arcebispo emérito de Manaus, Dom Sérgio Castriani, que é membro do Comitê Amazonas de Combate à Corrupção, se manifestou pedindo que os vereadores não reajustem os salários, como forma de colaboração no combate à crise econômica que atinge a população manauara.

“Nos últimos dias, tenho recebido inúmeras mensagens, que me pegaram de surpresa, falando sobre o possível reajuste dos salários de vereadores, secretários, prefeito e vice-prefeito. Cheguei a gravar um vídeo para expressar a minha opinião sobre isso, e deixei claro que seria contra, caso fosse apresentado algum projeto nesse sentido. Algo que não aconteceu”, disse o presidente em exercício.

Equivocada

Em nome dos 41 vereadores, Hiram Nicolau lamentou que a informação tenha sido veiculada e chegado da forma mais equivocada ao conhecimento de Dom Sérgio e demais membros do comitê que combate a corrupção, e se colocou à disposição do religioso para esclarecer os fatos.

“Dom Sérgio Castriani é de suma relevância dentro do comitê, mas usaram o nome dele para criar uma repercussão diante da notícia. Pura maldade com a Câmara e com o próprio Dom Sérgio, o qual acredito que tenha sido mal informado ou enganado. Eu não posso votar o que não existe, o que não foi apresentado. Estamos à disposição para ir ao encontro dele, para falar a verdade, passar a informação verdadeira, porque não se discute aqui, algo que não foi apresentado”, disse Nicolau.

Consenso

Além de Hiram Nicolau, também se pronunciaram sobre o assunto os vereadores Sassá da Construção Civil (PT), Roberto Sabino (Podemos), Coronel Gilvandro Mota (PSDB), Elias Emanuel (PSDB), Gedeão Amorim (MDB), Marcel Alexandre (Podemos), Mirtes Salles (Republicano), Dante (PSDB).

Elias Emanuel (PSDB) fez referência ao congelamento de quase oito anos de salário, e ressaltou que não deixará de ouvir o povo em relação ao assunto. Ele reforçou que, apesar dos comentários, não há nenhuma matéria de reajuste salarial em tramitação na Câmara de Manaus, e que, se houvesse, votaria contra.

Comentarios