Baterista da Lagum, Tio Wilson, morre aos 34 anos

Breno Braga sofreu uma parada cardiorrespiratória.

Na noite de sábado (12) o baterista Breno Braga, mais conhecido como Tio Wilson, 34, da banda Lagum, teve uma parada cardiorrespiratória durante o intervalo entre dois shows. O evento ocorre quando o fluxo de sangue que o coração gera é incapaz de manter oxigenação mínima do corpo. Sem o oxigênio o organismo não é capaz de continuar funcionando. Entre os sintomas estão a falta de ar, desmaio e dores no peito.

O quadro pode ser considerado uma morte súbita e nem sempre tem uma razão definida. Não dá para dizer que isso foi causado pelo esforço dele no show, por exemplo. “A não ser que tivesse algum defeito estrutural do coração que ele não soubesse. O mais provável é que houvesse uma obstrução da coronária, uma arritmia ou um defeito congênito”, explica o cardiologista Dante Senra.

A idade do músico pode, no entanto, dar melhores pistas. De acordo com Bruno Valdigem, cardiologista do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia e do Hospital Albert Einstein, a maioria das mortes súbitas nessa idade são causadas por doenças com base genética ou cardiopatias congênitas que não foram identificadas.

Ele explica que as pessoas não fazem exames como eletrocardiograma e ecocardiograma antes dos 40 ou 50 anos de idade, a menos que tenham sintomas, por isso é mais difícil prevenir condições assim. “Com a moda de fazer check-up e avaliação pré-participação de esportes, estamos encontrando muitos diagnósticos em pessoas antes de acontecer algo errado —mas é uma minoria que faz esse tipo de exame”, pondera Valdigem.

O especialista que quando isso acontece, é importante que os familiares próximos também investiguem sua saúde cardiovascular, principalmente se não foi possível fazer um autópsia para entender a causa exata da morte. “Esses exames podem ser feitos rapidamente em uma manhã, mas serão suficientes para salvar uma vida”, enfatiza Valdigem.

Uma parada cardíaca nessa idade nem sempre é fatal. Mas o atendimento rápido, logo nos primeiro minutos, é essencial. “Por isso é importante ensinar massagem cardíaca pra todo mundo”, comenta Valdigem.

FONTE: Viva Bem

Comentarios